chá na varanda

Já faz algumas semaninhas que eu estou com este post pendurado na fila de espera, mas nem sempre me sobra todo o tempo que quero para fazer as coisas com carinho. Julho foi agitado mesmo com metade do mês com dias que mais tinham cara de verão europeu (e tem coisa melhor que acordar com ventinho e sol de manhã?) porque fui bastante procurada para falar de chá. É um dos clássicos movimentos da mídia, de associar meses a assuntos (fevereiro tem carnaval, maio é mês das noivas, agosto é volta às aulas, dezembro o dia mundial de combate à aids e assim vai). Agora  julho é o mês do chá.

Mas além de falar sobre chás, descobri muita novidade no assunto. O bistrô Ó-Chá é um deles.

Escolhi esta foto de abertura porque foi a Jana que me arrastou para tomar um chá na melhor varanda de chá de São Paulo. Eu já tinha ouvido falar e até mesmo cogitado uma visita em Lisboa (mas a viajante flâneuse aqui nem sempre consegue seguir o planejado), já tinha lido e estava morrendo de vontade de ir com calma. Mas a Jana me arrastou e assim conheci a simpática Mônica, proprietária da casa, que cuida de tudo pessoalmente…

O entardecer chegou com um blend chamado “Mistério”, um chá verde frutado com cheiro de panetone (só cheiro) e gostinho caramelizado, que combina muito com noite fria. Apesar da diversidade da carta de chás (são mais de 40), os blends são apresentados de forma didática, sem intimidar muito. O chá é cobrado por bule (o que tomamos custa R$ 7) e dá para tomar em duas pessoas. Há alguns chás mais caros, e raros, e é o único lugar em São Paulo em que dá para sentar e pedir um matcha, o chá da cerimônia do chá japonesa!

Fiquei tão encantada que no dia seguinte voltei com outra grande amiga, a Ju Vidigal, para o brunch. Não há uma grande variedade de coisas, o que é bem melhor porque a gente não se perde na comilança e vai saboreando tudo com a atenção devida. E vale a pena porque há deliciosas tortas e bolo, tudo fait maison. Até a salada de frutas parece diferente – sem exagero – tamanho o cuidado com que tudo é feito e apresentado (isso reflete uma certa filosofia dos amantes do chá).

Dá para sentir o clima…

É um daqueles lugares que dá vontade de morar!!!

No brunch, tomamos um earl grey bem suavezinho.

E como várias casas de chá em São Paulo, tem lojinha…

O bistrô original fica em Lisboa, em Alvalade, e tem este site oficial. Mesmo sem ter conhecido em Lisboa, digo que a versão brasileira não deixa nada a desejar: primeiro porque temos a Mônica e seus quitutes lá todos os dias. E depois porque tem essa varanda fantástica, onde dá para esquecer da vida.

BISTRÔ Ó-CHÁ: rua Aspicuelta, 258 (esq. Girassol), Vila Madalena, tel. (11) 2737 -8001, aberto de terça a domingo, das 12h às 20h30.

** ATUALIZAÇÃO 15/04/2014 – o Bistrô Ó-Chá mudou de endereço. Ele continua na Aspicuelta e segundo a Mônica, sua proprietária, ele vai reabrir em breve, ainda em abril. Vale muito a pena essa espera porque o lugar é super agradável! Espero que a nova casa continue tendo uma varandinha…

Comentários

5 comentários em chá na varanda

  1. kelly disse:

    Oi Érika! Achei seu blog hehe! Adorei as dicas, fiquei super tentada em conhecer essa casa de chá na Vila Madalena, isso me fez lembrar da nossa conversa sobre uma sorveteria perto do metrô de lá, aonde era mesmo? bjo e até mais

  2. Tainã Alfano disse:

    Oi Erika, bom dia.
    Como consigo entrar em contato com você? Gostaria de falar sobre chás.

    Att.

  3. Humm! Que delícia… há meses estou planejando ir no Bistrô Ó-Chá e agora fiquei com mais vontade ainda! Preciso planejar uma nova ida a SP. 🙂 Beijos

Deixa um comentário