figurinha repetida não completa álbum

Pronto, acabo de revelar um pequeno segredo: toda vez que vou para o The Gourmet Tea, eu levo o “meu cardápio”. Na verdade, é um folheto que eles têm lá na loja em que há uma explicação bem organizada de todos os blends disponíveis. Eu sempre anoto os que já experimentei (é um pouco nerd, eu sei, mas não ligo muito para isso quando se trata de chá e este blog é uma ótima desculpa para todas as minhas “nerdices chazísticas”). Este inocente folheto tem me ajudado a conquistar um objetivo maior: não repetir blends quando tomo um Gourmet Tea.

Nada contra o cardárpio-pantone, que eu AMO.

Mas o folhetão é muito mais didático: em uma mesma página, os chás aparecem separados por tipo (branco, verde, preto etc.) e cada blend possui uma breve descrição. Eu, na minha neura por hierarquizar e organizar informações (herança de quando fui editora), adoro o folheto. Minha vida de leitora-usuária fica mais simples. Me sinto menos perdida, consigo visualizar os chás que tomei, os que gostei, e isso me ajuda a guiar novas escolhas. Quando estou na dúvida entre alguns, me dirijo ao balcão para fuçar nas latinhas, abrir, sentir o aroma e assim decido. Não tão decidida assim. Eu sempre fico ansiosa e na expectativa quando escolho o primeiro chá. O segundo é liberado, permite repetições dos favoritos (prometo que, no dia em que tiver conhecido todos, eu publico um TOP 5).

Neste dia, eu fui de White Citrus Tangerine. Eu tinha comido um monte, então queria um chazinho branco antes de me aventurar em qualquer outra coisa. Foi o próprio Daniel Neuman, da Gourmet Tea, que me ensinou que o chá branco neutraliza o paladar. Sempre que quero comer uma sobremesa divina e tem chá branco por perto, não penso duas vezes antes de escolhê-lo. Só que eu não queria um simples chá branco e me arrisquei nesse aromatizado com tangerina. Foi aprovado!

Só que curti muito mais o que eu escolhi para a minha irmã, o White Bergamot, ou seja, a versão de chá branco do Earl Grey (tudo bem que sou bem suspeita porque acho que o Earl Grey tem sempre o poder de me fazer sentir especial). Como era a primeira vez que ela estava indo lá, me segurei para não pedir para trocar de chá…

Aliás, foi uma tarde bem especial. Nos encontramos com amigas que conhecemos desde a nossa adolescência: Marcia, Karina, Silvia e Taty. A Taty veio com a Chiara (por isso os brinquedos de bebê na mesa). Ajudei as amigas a escolherem os chás (as que estão amamentando, escolheram rooibos, sem cafeína) e eu fiquei feliz demais não só de encontrar as meninas, quanto de matar as saudades do lugar e bater um papo com o Leandro Toledano, que me contou que a loja estará em breve com novidades.

Ir à Gourmet Tea não é novidade, mas as experiências são sempre diferentes. Desta vez, eu também me joguei em um crumble de banana com chocolate branco na medida. E saí de lá sonhando com uma chaleira da BODUM sonho de consumo total.

 

A pegada da chaleira é incrível!

 

Também fiquei feliz de sair de lá e ver a fila de espera na porta.

Mesas disputadíssimas naquela tarde fria em plena primavera!

Comentários

Um comentário em figurinha repetida não completa álbum

  1. Rebeca disse:

    Uau erika! Até fila na porta!
    Que sucesso!
    Eu gostei muito de uma vez que pedi pra minha mãe, um verde com citrus e cidreira! Tem uns brancos com frutas vermelhas mto gostosos tambem!

    beijos

Deixa um comentário