white breakfast

Este foi o café da manhã de ontem, antes de eu passar mal com o tempo seco. Toda a mise-en-scène rolou por alguns motivos:

* desde que a semana começou, eu ainda não tinha tomado um café da manhã gostosinho, com calma

* tinha uma manga deliciosa na geladeira

* queria fazer uma foto bonita para o blog

* porque eu não gosto de chá branco e queria descobrir se, preparando um café bonito, ele poderia ser mais gostoso

Acho que de todos os itens, o que mais interessa para o blog é o último. É fato, não gosto de chá branco (uma das minhas melhores amigas adora, e, por influência dela, que tem extremamente bom gosto, eu até tentei, mas não consegui). Acho o sabor dele um pouco enjoativo, não sei explicar. Depois, ainda peguei uma certa birra porque ele entrou com força no mercado brasileiro na onda das dietas (oK, você pode estar pensando que o chá verde também ficou popular por causa das suas propriedades emagrecedoras, antioxidantes, blablablá, mas talvez isso não tenha me afetado tanto porque eu já sabia de sua existência desde pequena, nas missas de família).

Então resolvi tentar de novo. Eu já tinha um pacote aqui em casa, orgânico, da marca Campo Verde. E fui me aventurar. A cor do chá branco seco é linda, meio prateada. Isso porque ele é colhido antes de as flores se abrirem e alguns brotos têm uma penugem verde-claro acinzentada. O chá tem um cheirinho de mato não tão agradável e um gosto bem diferente do chá verde. Apesar de dizerem que o chá branco tem um sabor mais suave, eu acho o sabor menos sutil (talvez seja a marca, vou tentar outras, prometo) e pode parecer uma heresia o que vou dizer agora: tive a sensação de estar bebendo algo levemente estragado pela umidade (talvez as folhas que eu tinha em casa não estivessem bem armazenadas).

Mas não me contentei com a “segunda primeira impressão”. Como uma bebida feita de camellia sinensis poderia ter gosto ruim? Adicionei uma colherzinha de chá de açúcar e tudo ficou mais agradável, compatível com as torradas de pão amanhecido, os cubos de manga e a geleia de laranja com gengibre da Senhora das Especiarias que ganhei de presente de uma grande amiga.

(a mise-en-scène deu uma força para o veredito final)

* TEMPERATURA DA ÁGUA: de 80 °C   * MEDIDA: mais de 1 colher-medidor * TEMPO DE INFUSÃO: 2 minutos *

Comentários

2 comentários em white breakfast

  1. Issac disse:

    Erika.. que site fantastico! infelizmente nao sou fa como vc de pretos, greys, … mas sou muito fa de branco e verde… na verdade umas 4 ou xiacaras por dia quando estou no brasil trabalhando… quando estou fora do pais infelizmente me sujeito a tomar o que tem.. principalmente no Mexico, Chile, Colombia e Argentina que a maioria so toma preto.. um desperdicio.. e sabor acido no final…

    • admin disse:

      Oi, Issac! Obrigada por acompanhar o blog. Existem chás muito bons na Argentina, procure os chás da Inés Berton (há muitas referências a ela no meu blog), você não se arrependerá!

Deixa um comentário