água quente sem termômetro

Muita gente me pergunta como dá para saber qual é a temperatura da água sem usar um termômetro. Afinal, nem todo mundo tem termômetro de cozinha em casa. Eu mesma só comprei o meu quando comecei a dar mais atenção aos chás, e no começo eu usava bastante. Hoje ele funciona mais para eu checar a temperatura da água depois que desligo o fogo.

Esclarecendo para quem chegou agora nesta conversa: cada tipo de chá pede uma temperatura diferente de água, assim conseguimos extrair o melhor sabor. Caso tenha comprado um chá de um fornecedor que informa tempo de infusão e temperatura da água, siga as instruções que estão na embalagem do chá que você comprou.

Depois de um tempo de prática, dá para ir acumulando uns truques, que vão da audição para quando a água começa a esquentar (e daí é preciso, além de muito silêncio, de um estado de atenção zen que nem sempre existe no dia a dia – um dia eu chego lá quem sabe) até à observação da água – quando esta vai se transformando em vapor, pequenas bolhas vão se formando no fundo da panela e vão subindo, com mudança de volume e  velocidade de movimento. Por isso, chaleira que apita não funciona para este método (ok, é um objeto lindo e prático para quem liga o fogão e sai por aí fazendo outras coisas), pois, por ser fechada, não dá para sacar a temperatura da água pela observação.

*

*

*

Bom, vamos às dicas (elas funcionam de modo geral, podendo variar de acordo com o tamanho da caneca/panela onde se esquenta água):

> 70° C: você vai observar a formação de bolhas bem pequenas no fundo da caneca/panela, em todo o fundo do recipiente; as primeiras bolhinhas sobem pelo canto até chegar à superfície da água, na parte lateral – você vai notar que a quantidade de bolhinhas vai aumentando, mas é mais ou menos este o aspecto da água até por volta de 78° C (os chineses chamam esses estágios de “olhos de camarão” e de “olhos de caranguejo”, referindo-se ao tamanho das bolhas)

~ 80° C: as bolhas no fundo da caneca/panela ficam maiores e mais arredondadas e sobem pela lateral formando riscos mais visíveis e largos; o número de bolhas na superfície da água é maior do que na etapa anterior e a fervura é mais barulhenta (é a etapa chamada de “olhos de peixe” pelos chineses).

> 90° C: o número de bolhas na superfície aumenta e elas são um pouco maiores (por isso recebem o nome de “colar de pérolas” no método tradicional chinês).

100° C: você já vai ouvir a água borbulhando sem muito esforço, há bolhas grandes se movimentando na superfície da água (o nome poético chinês é “furiosa torrente”!).

*

*

*

A observação pessoal, guiada pelo termômetro, teve um reforço do conhecimento chinês. Cheguei a essa pesquisa inspirada por um texto muito bonito retirado do clássico Cha Jing – O clássico do chá, escrito no século 8 (acredita-se que entre 760 e 762, durante a dinastia Tang) pelo chinês Lu Yu, em que ele define a mudança de temperatura da água quando aquecida:

“São três os estágios da fervura: no primeiro, pequenas bolhas semelhantes a olhos de peixe nadam na superfície; no segundo, as bolhas se tornam semelhantes a gotas de cristal que rolam de sua fonte; no terceiro, ondas impetuosas avolumam-se na chaleira.”

Comentários

2 comentários em água quente sem termômetro

  1. Ederson disse:

    Antes de ter termômetro eu usava uns truques assim, só que criados pela minha cabeça mesmo, e depois eu vi que realmente eu não tinha noção 🙂

Deixa um comentário