coadores de chá

Estou há meses enrolando para escrever este post. Era um dos itens empacados na “to do list” e, de repente, aparece algo para me lembrar de dar um check. O algo foi um comentário deixado pelo Marcelo, leitor do blog, perguntando sobre infusores. Resolvi expandir o assunto e falar sobre como costumo coar chá.

A foto que você vê acima é do meu pequeno arsenal de coadores, infusores, peneiras e filtros. Deixei as chaleiras e canecas que vêm com um filtro/coador acoplado de lado porque achei que a pegada do post era trazer mais os acessórios mesmo, até porque muita gente carrega o chá para o trabalho e em viagens (eu faço isso direto, sem contar quando vou tomar café, chá, almoçar, jantar na casa de outras pessoas e me inspiro para fazer um chá também) e daí não dá para ficar carregando bule e caneca… O travel mug da Cha Yê, apesar do nome, também não entra tanto nesta categoria. Eu super recomendo para usar em casa, porque ele é prático de usar e lavar e, e além disso é de vidro (dá para ver as folhas de chá se abrindo, eu adoro isso!). Já quebrei dois mugs de carregar para cima e para baixo. Como eu adoro o travel mug, prefiro usar em casa. A Chayê acabou de lançar um novo modelo que, segundo texto do site, tem um fundo feito de cristal super resistente. Provavelmente terei um em breve, pois sou apaixonada por este utensílio.

Mas, bom, vamos ao arsenal…

Muitas pessoas costumam usar esses infusores. Quando eu trabalhava em escritório, deixava na minha mesa este que parece uma colherzinha, presente dos amigos Eduardo e Paula. De todos eu acho o mais prático e fácil de lavar porque a tampa se abre (não funciona como uma pinça, como o infusor meio peneirinha) e também de jogar as folhas usadas fora, pois ele é mais “raso” (ao contrário do infusor oval, que é chatinho de abrir e ainda pede uma “cavucadinha” com o dedo ou uma colher para retirar as folhas de chá usadas).  Confesso que nenhum deles é o meu preferido para fazer chá individual. A vantagem é que eles são sustentáveis, você lava e usa de novo. Acho uma boa alternativa para deixar no local de trabalho.

 

Eu simpatizo muito com este filtrinho japa (facilmente encontrado em lojinhas da Liberdade ou que vendem produtos japoneses), apesar de ele não tão sustentável (você usa e descarta, a não ser que tenha um bom chá e queira fazer outras vezes). Quando não se tem bule, acho ele uma boa alternativa para servir chá individualmente por dois motivos: 1) ele é um ótimo coador e evita aqueles pedacinhos de folha ou de pozinho dentro do chá; 2) espaço – as folhas de chá têm espaço para se expandirem bem e liberar sabor (nos infusores, elas ficam apertadas, amassadas e muito juntas). Acho os filtrinhos ótimos para viagens ou para quando há várias pessoas e cada um quer tomar um chá diferente do outro.

 

Peneirinhas – adoro! Uso para tudo, principalmente para chás. Minha maneira preferida de fazer chá é colocando o chá e água quente em um medidor de vidro e depois despejar na xícara usando a boa e velha peneira comum. Eu tinha uma peneirinha simples japa que dá exatamente o tamanho de uma xícara, mas perdi nessas andanças de fazer chá fora de casa, então tenho usado minha peneira simples de cozinha. Sem nenhum glamour mesmo, mas acho que o chá fica melhor. No medidor, ele tem espaço para se expandir, fica solto, dançando na água, libera sabor, aroma, enfim, é um chá mais feliz (no bule também!). Depois é só coar e pronto. Ah, a outra peneira, a de bambu, é outro xodó que tenho. Ganhei de presente do Plinio, no primeiro Natal que passamos juntos em Paris. Fiquei emocionada com a sensibilidade do amigo, pois eu tinha acabado de comprar meu famoso baú em que guardava chás e cerâmicas. Uso a peneirinha de bambu em ocasiões especiais e com muito cuidado: tem que jogar a água bem no meio na parte inferior, senão ela vaza pelos cantinhos.

 

Este é meu mais novo fetiche, um coador de chá estilo inglês, que também foi um presente da Grazi, amiga querida. Ela mora em Praga e todas as vezes em que nos encontramos, assim como o Plinio, ela me dá algum (ou vários) mimos relacionados a chá <3 Não uso tanto no dia a dia, mas quando estou na vibe de tomar um chá mais demorado, bonitinho… Também uso este coador para peneirar matchá (o chá verde da cerimônia do chá) para ele estar na textura perfeita para o preparo. Ele também tem sido carregado quando faço chá fora de casa – acabo tomando mais cuidado por ser mais difícil de encontrar aqui no Brasil.

Antes que eu me esqueça, tem o preparador de chá The Gourmet Tea, em que o chá é coado diretamente no copo. É aquele utilizado para servir nas lojas da Gourmet Tea, acho fantástico! Embora ele pertença à outra categoria (mais difícil de carregar), é bem prático – super recomendado!

Comentários

2 comentários em coadores de chá

  1. Yuri Hayashi disse:

    Eu gosto do inox mas também uso o de bola pela praticidade. Esses filtros de papel da liberdade são muito bons! E esse de bambú não interfere no sabor?
    Beijão, amiga!!!
    Yuri

    • admin disse:

      Oi, Yuri! Sua bola de inox é ótima, é grande, tem mais espaço. Não curto os que tenho aqui. Sobre o de bambu, não reparei nisso, então acho que não interfere (geralmente uso com chá verde… talvez seja mais próximo). Vou fazer um teste e te conto. Beijos!!! (amanhã tem degustação com o pessoal da Chá Yê)

Deixa um comentário